Blog

Snapchat chega oficialmente ao Brasil

outubro de 2016

Em encontro com agências e anunciantes, Snapchat anunciou formatos de mídia e se apresentou como opção para marcas e veículos que querem alcançar millenials.

O Snapchat se reuniu na semana passada, dia 20 de outubro, com agências e anunciantes em São Paulo para revelar os formatos de mídia que vai comercializar no Brasil. O aplicativo será representado pela Internet Media Services (IMS), multinacional que também gere soluções comerciais de Apple, Twitter, Waze, LinkedIn, Foursquare e outras grandes ad techs na América Latina. Os formatos disponibilizados serão o Geofilters e o Snap Ads, modelos já comercializados pela plataforma nos Estados Unidos. Nos filtros geolocalizados, a marca tem a oportunidade de criar máscaras que envolvam grandes eventos, datas comemorativas ou temas regionais.

Já os Snaps Ads são pequenos snaps, de até dez segundos, que aparecem para os usuários entre uma história e outra no feed. De acordo com o Snapchat em sua experiência no exterior, 78% dos anúncios veiculados são visualizados pelos usuários. A plataforma reforçou que seu público possui alto índice de engajamento, 6,7%, e maior índice de intenção de compra.

A plataforma de snaps tem atraído a atenção de marcas e veículos que querem alcançar millenials, mas um dos desafios discutidos pelo mercado é a falta de métricas para avaliar o desempenho de postagens orgânicas dentro da plataforma. Gastón Taratuta, CEO da IMS, disse que há muitas métricas e elas serão disponibilizadas para anunciantes. Na apresentação feita ao mercado, um dashboard com os principais dados de audiência (views e impactos dos anúncios) foi mostrado. 

Para o futuro, Geoffrey Reed, diretor de desenvolvimento internacional do Snapchat, afirmou que a plataforma irá investir em inovação, criando novos produtos e modelos de interatividade. Um dos lançamentos recentes é a possibilidade de o usuário criar playlists com as histórias dos perfis que segue, personalizando sua experiência. Outro aspecto que tomará a atenção da plataforma é performance. De acordo com Reed, o foco é melhorar a performance do aplicativo em diversos smartphones, garantindo uma gama maior de usuários. Por fim, o executivo destacou o objetivo de oferecer mais conteúdos locais no Brasil, como acontece nos EUA, por meio de parcerias com publishers, agências e anunciantes.

Do outro lado desta equação está o mercado, que já tem usado o Snapchat como estratégia de engajamento com millenials, público dominante na plataforma. Uma das primeiras campanhas desenvolvidas com o Snapchat foi a de Clear, feita pela F.biz para o Dia dos Pais deste ano. “Quando eles resolveram fazer o primeiro teste, falaram conosco. O Snapchat é uma plataforma de potencial muito grande, então fizemos esse teste e acreditamos na plataforma.”, diz Roberto Grosman, co-CEO da F.biz.

Fonte: Meio & Mensagem

COMPARTILHE

Categorias
Postagens recentes
janeiro 10, 2018

Estudo aponta crescimento de anúncios e uso de vídeos nas redes sociais

A digitalização do comportamento do consumidor começa…

janeiro 08, 2018

Facebook lança botão de mensagem para o WhatsApp em post patrocinado

As empresas poderão adicionar um botão “call-to-action”…

janeiro 08, 2018

É oficial: agora é possível seguir hashtags no Instagram

A comunidade é um valor fundamental do Instagram…